UMA CASA , UM LAR

Em um lar deveríamos viver em harmonia e paz. E todos sabemos o quanto isso é difícil de conseguir!
Podemos nos esforçar muito, podemos desculpar os rompantes de um ou de outro e podemos também não nos importar com situações contrárias as que achamos correto.
Mas nada disso faz verdadeiramente faz um ambiente harmonioso. Na superfície sim, mas basta um movimento maior para que tudo o que está encoberto pelo nosso esforço venha à tona.
O medo de que as mágoas contidas se tornem rompantes de raiva nos faz falar meias verdades, permanecer fora de casa pela maior parte do tempo, nos isolar, etc. etc.
E costumamos culpar nossos pais, nossos companheiros e até os filhos quando adultos, pela constante sensação de “pisar em ovos” ao nos relacionar com eles.
E se soubéssemos que não são eles os responsáveis pela desarmonia? Que mesmo que nós sejamos mais cordatos e evitemos os conflitos, somos totalmente responsáveis pelo que está acontecendo? E que adianta sim querer que a nossa casa se torne um lar acolhedor?
Para isso basta um, apenas um dos moradores querer a mudança para que o processo aconteça!
Há algum tempo ouvi meu filho dizer: mãe, como é bom ter um lar que me abraça!
Um lar que nos abraça, um lugar onde a verdade e a transparência são uma constante, onde podemos nos sentir seguros e aceitos, mesmo que, e especialmente quando não estejamos cumprindo todas as regras que a sociedade impõe.
Porque, ao estarmos cumprindo aquilo que nosso coração orienta – que é expor com sinceridade o que acontece conosco – saberemos que somente o que é bom para nós permanece.
E para que tenhamos êxito nessa proposta de mudança de casa para lar, precisamos acessar uma Ajuda interna, contar com Ela em todos os momentos, principalmente os mais difíceis, entregando e escolhendo Perdoar todas as situações de desamor vivenciadas por nós ou por qualquer um.
O que faz de uma casa um lar é o fato de seus moradores saberem que existe um lugar acolhedor no interior de cada um. E quando um dos moradores se propuser a acessar o seu Interior, não é necessário “cobrar” o mesmo dos outros.
É um processo fluído, da alma para a alma ou do coração para o coração. Aos poucos cada um será tocado pelo sentimento que emana no ambiente e não vai mais querer levar adiante rusgas e conflitos.
Assim estaremos criando o verdadeiro ambiente de paz e harmonia, com a sólida base chamada Amor. E com essa base podemos ter certeza de que o nosso Lar não irá desmoronar diante dos constantes movimentos externos.
O ambiente embasado no Amor verdadeiro – esse que flui por meio da entrega e opção pelo Perdão – nos prepara para ser transparentes e verdadeiros. Certamente a escolha pela presença do Amor em nossa casa- por meio da aceitação e entrega dos fatos, objetivando o Perdão – deve ser constante e contínua. E a grande dificuldade é nos lembrar dela!
Mas, assim como exercitamos nosso corpo, como lembramos de nos alimentar e nos vestir, podemos também exercitar essa lembrança que transformará a nossa vida e daqueles que amamos!

Autora dos livros
A Culpa não é Sua – Perdão: A Essência da transformação – Ed. BesouroBox
A Comunicação por meio do Amor – Ed. Scortecci
Relações de Amor Sinceras – Ed. BesouroBox

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s