Feliz 2016 com Superação e Perdão

Precisamos perdoar para nos superarmos e nos sentirmos perdoados por nos superarmos!

Vivemos em uma realidade onde muito do que é considerado superação, é apenas uma forma de nos sentirmos mais. Isso é devido a  falta de superação!

Quando nos sentimos livres e seguros, devemos nos sentir perdoados para seguirmos a nossa proposta de vida com essa base, pois sem o perdão poderemos até conquistar o que desejamos mas dificilmente manteremos as conquistas.l

No processo evolutivo, onde optamos por realizar através do Amor, não queremos que os outros se sintam menos ao mesmo tempo em que não queremos ser mais, e para isso, precisamos também compreender que só existe uma Fonte capaz de criar o que desejamos e que somos apenas seus instrumentos.

Outro aspecto que dificulta o desenrolar do processo evolutivo é o medo de que não possamos vivenciar os mesmos relacionamentos que possuímos. Pensamos que iremos nos afastar de quem também precisa tanto de uma mudança, que não conseguiremos mais nos comunicar com a mesma linguagem e então será difícil voltarmos a conviver.

De fato, a linguagem não é mais a mesma, pois antes apenas reclamávamos, culpávamos os outros e nos sentíamos sendo vítimas das situações. Agora passamos a ouvir e não a julgar as dificuldades relatadas, por sermos profundos conhecedores das mesmas e estas não fazerem mais parte de nós.

Mas só as dificuldades não fazem parte de nós, as pessoas sim. Passamos a amar incondicionalmente e assim podemos voltar a conviver com aqueles que, possivelmente, tivemos que nos afastar para encontrarmos a nós mesmos.

O Amor verdadeiro é INCLUSIVO, ele inclui as pessoas, não excluí! Se tivemos que nos afastar e mudar o tipo de relação que tínhamos com alguns relacionamentos próximos, não significa que vamos excluir essas pessoas de nossa vida. Vamos incluí-las na nova forma de relação que escolhermos ou a vida nos apresentar.

Quando iniciei a busca por mim mesma, entendi que estava fazendo isso por amor e, como ainda não estava totalmente segura disso, a dúvida pairava junto aos meus relacionamentos e ouvi inúmeras vezes diante das atitudes firmes que precisei tomar: isso não é amor.

Como estamos habituados ao apego, onde não tomamos atitudes, embora estejamos insatisfeitos com o que estamos vivenciando, poderemos passar a idėia de desamor ao tomá-las.

Mas o amor está presente sempre que o convidarmos a estar. Ele guia e protege o nosso andar,  sem ele não chegaremos a lugar algum, daremos voltas e voltas sem atingir o objetivo da elevação e realização.

Atualmente desejo apenas que fique claro a existência do Amor naquilo que vivenciamos, nas atitudes, nos afastamentos, nos reencontros…

Lembro da descrença sobre o Amor, onde tudo parecia apenas um grande engodo: relacionamentos pareciam querer tirar algo de alguém, onde só o material importava, além da sensação de que estávamos errando o tempo todo, de que o jogo de interesse era o que importava e valia.

Hoje sei que ninguém quer tirar nada de ninguém – mesmo que certas atitudes pareçam significar isso – e sei também que o que importa é o lindo sentimento de igualdade. Tenho sempre a agradável sensação de que estou no caminho certo, e a certeza de que o jogo de interesses não é nada mais do que uma ilusão, totalmente sem valor.

Vamos então nos superarmos e  ser felizes em cada segundo de nossa existência, pois esta é a única razão verdadeira para estarmos aqui!!

Revisão e correção com o apoio de Luís Daniel Silla Grecco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s